Mitos e Verdades sobre Pressão Alta?

Quais os níveis normais? Dor de cabeça é um sintoma?

A hipertensão arterial (pressão alta) é muito comum. Estima-se que mais de 25% dos brasileiros possuam esta doença. Ela vai se tornando mais freqüente a medida que o indivíduo vai envelhecendo. Por exemplo, a partir dos 60 anos, mais da metade das pessoas têm pressão arterial elevada.

A hipertensão arterial é uma doença silenciosa e boa parte das pessoas ainda não descobriu a doença ou não faz tratamento adequado. Em um estudo nos Estados Unidos, país de primeiro mundo, em somente 10-25% das pessoas a pressão se mantinha em níveis normais.

Quais são os valores normais de pressão arterial?medir pressao

            São dois números, o maior valor (sistólica) que ocorre quando o coração se contrai e o menor valor (diastólica) quando ele relaxa.

            Normal: menor que 120/80 mmHg

            Pré-hipertensão: 121-139/81-89 mmHg

            Hipertensão estágio 1: 140-159/90-99 mmHg

            Hipertensão estágio 2: > 160/100 mmHg

O diagnóstico é feito após duas medidas de forma correta em um intervalo mínimo de uma semana.

Por que é importante controlar a pressão?

            A pressão elevada causa lesão nos vasos sanguineos. Esta lesão pode levar a um entupimento das artérias e causar obstrução da passagem do sangue. Quando isso ocorre nas artérias do coração, chamamos de infarto (ataque cardíaco) e quando ocorre no cérebro, chamamos de AVC (acidente vascular cerebral ou “derrame”l).

A hipertensão também é um fator de risco muito importante para outras doenças como insuficiência do coração, dos rins. Também é causa importante de cegueira em adultos. Atualmente é a principal causa de falência renal. Controlar a pressão reduz bastante o risco destas doenças e inúmeras outras.

Quem tem maior risco de ter pressão alta?

            Algumas pessoas apresentam risco maior de terem pressão elevada, por exemplo:

·         História de pressão alta na família (pais, irmãos)

·         Obesos

·         Fumantes

·         Idade acima dos 50-60 anos

·         Sedentários

·         Raça negra

·         Excesso álcool e sal na dieta

·         Diabetes e Colesterol elevado

Qual a causa da hipertensão?saleiro

            A grande maioria das pessoas possui a chamada hipertensão essencial (primária) cuja causa específica ainda não é bem esclarecida, mas está associada aos fatores de risco listados acima.

Existe formas de hipertensão onde a causa é uma outra doença (secundária), por exemplo: doença dos rins, apnéia do sono.

Importante lembrar que certas doenças endocrinológicas são causas de pressão alta: patologias da tireoide (hipo e hipertireoidismo), Síndrome de Cushing (excesso de cortisol), tumores nas glândulas suprarrenais e hipófise.

Algumas medicações também são causa de hipertensão arterial secundária:

·         Corticóides (prednisona)

·         Anti-concepcionais

·         Anti-inflamatórios (p ex. diclofenaco, ibuprofeno)

·         Descongestionantes nasais

·         Medicações para perda de peso (anfetaminas, sibutramina)

·         Alguns anti-depressivos

·         Uso de drogas ilícitas (cocaína, heroína)

Quais são os sintomas da pressão arterial alta?

A hipertensão é uma doença silenciosa. Frequentemente as pessoas estão com algum sintoma (dor de cabeça, enjôo) e acabam verificando a pressão arterial. A elevação da pressão pode ser uma resposta ao estímulo doloroso, por exemplo.

No entanto, quando os níveis estão acima de 180/120, existem alguns sintomas de alerta:

·         Déficits neurológicos focais (perda de força em algum membro), convulsões, perda de visão, sonolência intensa

·         Dor no peito

·         Após um traumatismo craniano (bater a cabeça com força)

·         Falta de ar súbita

·         Dor de cabeça muito forte associada a enjôo e vômitos

A presença de algum desses sintomas indica necessidade de atenção médica imediata!

Como é feito o tratamento?preocupado

            A mudança do estilo de vida é muito importante para o tratamento, por exemplo:

·         Reduzir a quantidade de sal na dieta (evitar alimentos industrializados)

·         Alimentação saudável:  rica em fibras (frutas, vegetais) e derivados do leite, pobre em gorduras animais

·         Perder peso

·         Fazer algum tipo de exercício pelo menos 30 minutos ao dia

·         Parar de fumar

·         Evitar beber álcool em excesso

Medicamentos: frequentemente se faz necessário mais de uma classe de medicamentos para o adequado controle da doença.

            PERGUNTAS FREQÜENTES

Dor de cabeça e pressão alta?cefaleia

            A pressão arterial elevada é silenciosa. Dor de cabeça ainda não foi confirmada como um sintoma atribuído somente a pressão alta. Com freqüência a dor (seja ela na cabeça ou outras partes do corpo) pode elevar a pressão.

O vinho faz bem para pressão arterial?

            O consumo moderado de qualquer tipo de álcool pode ajudar a controlar a pressão arterial. No entanto, o consumo excessivo é muito prejudicial. A dose não deve passar de dois cálices (150ml) de vinho ou duas latas de cerveja (350ml). Mulheres são mais sensíveis aos efeitos do álcool e devem beber a metade disto.

A pressão estava alta no consultório do médico, mas é normal em casa, isto é normal?

            Em algumas pessoas, a pressão arterial sobe quando comparecem a serviços de saúde (médicos, hospitais). Fazer medidas em casa são muito importantes para ajudar a tirar a dúvida.

Devo medir a pressão arterial em casa?

            Sim, isto é muito importante e ajuda o médico a conferir o tratamento. No entanto, alguns cuidados são importantes ao medir a pressão arterial, por exemplo:

·         Manter-se sentado e repouso por 5 minutos ao menos

·         Não ter feito exercício físico recentemente

·         Braço elevado na altura do coração

·         Medir pela manhã e a noite

·         Não ter ingerido alimentos ricos em cafeína recentemente (p. ex, chás, café, coca-cola)

Minha pressão está normal com os medicamentos, posso parar de tomar?

            Não! A pressão alta é pouco silenciosa, logo, o tratamento só deve ser reduzido se a pessoa apresentar quedas na pressão arterial.

Fonte e links úteis

1.  
Sociedade Americana de Cardiologia
Sociedade Europeia de Cardiologia