O que fazer quando os níveis de açúcar estão muito baixos (hipoglicemia)?

Hipoglicemias podem ser fatais se não tratadas. Saiba quais são os sintomas e como agir quando a glicose está baixa demais.

A queda abrupta dos níveis de açúcar no sangue (hipoglicemia) é uma complicação  frequente no tratamento intensivo do Diabetes.  Episódios graves podem ser fatais se não tratados adequadamente. Saiba como prevenir e como agir diante de um episódio destes.

Quais são os níveis de açúcar considerados muito baixos (hipoglicemia)?

            Geralmente valores abaixo de 70 mg/dL são considerados baixos.  Pessoas com Diabetes mal controlado (“acostumadas” com níveis altos de glicose) podem apresentar sintomas de hipoglicemia mesmo com níveis considerados normais (ao redor de 100 mg/dL)sintomas

Quais são os sintomas da queda dos níveis de açúcar no sangue?

            Geralmente estes sintomas ocorrem de forma rápida e melhoram rapidamente com a ingestão de algum alimento (especialmente líquidos adoçados).

  • Tremores
  • Sudorese (excesso de suor)
  • Palpitações
  • Sensação de fome e ansiedade inexplicadas
  • Borramento Visual
  • Em casos mais graves: confusão, convulsões e até mesmo comapalpitaçoes

Quais pessoas tem risco de desenvolver estes sintomas?

            Pessoas com Diabetes em tratamento que:

  • Usam insulina ou anti-diabéticos orais em doses  que podem baixar a glicose além dos níveis normais (especialmente glibenclamida, glimeperida, glicazida)
  • Permanecem um longo tempo sem se alimentar
  • Praticam atividade física intensa sem se alimentar corretamente
  • Bebem bebida alcóolica em excesso

Quais são os riscos de um episódio de queda aguda dos níveis de glicose?

            Uma queda abrupta nos níveis de açúcar pode provocar um aumento da frequência do coração e, em pessoas suscetíveis, até mesmo um infarto cardíaco. Episódios mais graves podem desencadear convulsões ou provocar coma.

            Hipoglicemias podem causar acidentes de trânsito, quedas,  especialmente em idosos.

O que fazer quando ocorrer um episódio de hipoglicemia?

  1. Se possível, verifique a taxa de açúcar para confirmar e mostrar futuramente ao seu médico (anote).
  2. Consuma 15 a 20 gramas de carboidratos (preferencialmente líquidos)
    1. Exemplo: uma colher de açúcar ou mel dissolvidas em água, um copo pequeno de refrigerante normal ou suco de fruta
  3. Verifique a glicose novamente em 15 minutos
  4. Repita o procedimento se os níveis se mantiverem baixos
  5. Se sua próxima refeição for demorar mais de duas horas. Faça um lanche (uma porção de carboidratos e proteínas)
  6. Evite alimentar em excesso para “compensar” um episódio de hipoglicemia. Isso pode piorar o controle de sua doença.
  7. Se não houver melhora: chame ajuda

O que é glucagon?glugagon

            É um hormônio que faz o efeito oposto da insulina: aumenta os níveis de glicose (faz com que o organismo libere a glicose armazenada). É utilizado para situações de emergência, quando a pessoa está desacordada.

É vendido em farmácias, em forma de kit de emergência. Se uso é injetável, sub-cutâneo, como a insulina. Cada aplicação contém 1 mg e deve ser suficiente para restaurar a consciência rapidamente. Pode ser aplicado no abdome ou lateral da coxa. Seu custo é elevado, cerca de R$ 150,00 para cada aplicação.

O que fazer quando a pessoa está desacordada ou convulsionando?

  1. Chame ajuda!
  2. Proteja as vias aéreas (coloque a pessoa deitada de costas com a cabeça virada para o lado, evitando que ela se “afogue”)
  3. Aplique uma ampola de glucagon no abdome, se disponível
  4. Enquanto aguarda ajuda, você pode tentar colocar uma quantidade pequena de mel ou açúcar na gengiva da pessoa.
  5. Lembre-se: não ofereça líquidos ou alimentos para uma pessoa desacordada, ela poderá se engasgar e se sufocar.

Como prevenir um episódio de hipoglicemia?

            Todo Diabético em tratamento medicamentoso deve carregar consigo uma porção de carboidratos para emergência. Prefira tabletes de glicose (venda em farmácia) ao invés de balas e doces para não comer nos momentos em que a glicose não está baixa.

            Possuir um kit de glucagon pode salvar vidas em casos de episódios grave.

            Evite permanecer  períodos prolongados sem se alimentar ou praticar atividade física sem orientação nutricional.

            Verifique suas taxas de açúcar com frequência através da medida capilar (HGT). Anote os valores . Se os episódios forem frequentes ou graves: avise seu médico.

Fonte bibliográfica e links interessantes:

  1. Sociedade Americana de Diabetes:  www.diabetes.org
  2. Manual de Nutrição, Sociedade Brasileira de Diabetes, 2009:  www.diabetes.org.br/livros-e-manuais-nutricao
    American Diabetes Association
    Sociedade Brasileira de Diabetes
    Uptodate (site médico pago)
    Imagens: Revista Vida e Saúde