Orientações para o tratamento com IODO RADIOATIVO

Veja algumas orientações importantes para quem vai ser submetido a este procedimento simples e indolor.

A terapia com iodo radioativo é amplamente utilizada na endocrinologia para o tratamento do aumento de produção dos hormônios da tireoide (hipertireoidismo) e como tratamento complementar do câncer diferenciado da tireoide. Elaborei este artigo para fornecer orientações especialmente aos meus pacientes vão ser submetidos a este procedimento. O tratamento com iodo radioativo é simples, rápido e muito eficiente. No entanto, requer alguns cuidados antes e após sua administração.

O que é iodo radioativo?

É uma forma de iodo (radioisotopo - I131) com atividade radioativa que tem por finalidade provocar dano nas células da tireoide ou nos remanescentes do câncer diferenciado da tireoide (são muito semelhantes).
É administrado por via oral, normalmente um líquido em dose única.


Para que serve o iodo radioativo?
A Tireoide é o órgão do corpo humano que mais capta iodo. Uma vez nesta glândula, a radiação do I131 age sobre os tecidos da tireoide ou remanescentes pós-tireoidectomia  

Quando o iodo radioativo é utilizado?
É utilizado para o tratamento da doença do aumento de produção dos hormônios da tireoide (hipertireoidismo) e também para prevenir recidivas do câncer de tireoide (após a retirada da tireoide).

Qual é a dosagem recomendada de Iodo radioativo?
A dose (atividade) depende da doença a ser tratada e  da chance de recidiva após o tratamento. A escolha da dose a ser administrada é  de responsabilidade do médico assistente. 
Hipertireoidismo por doença de Graves ou bócio tóxico: 8 a 20 mci
Câncer de Tireoide: 30 a 200 mci

Quando é necessária a internação hospitalar em quarto isolado?
Quando a dose excede 50 mci. Neste caso o paciente passa um dia internado em quarto isolado com paredes de chumbo. No dia seguinte, o nível de radiação é avaliado pela equipe do hospital através de um dosímetro e o paciente é liberado.

Quem NÃO pode ser submetido a iodoterapia?
- Gestantes ou mulheres amamentando
- alérgicos ao iodo na maioria das vezes PODEM realizar o procedimento

Efeitos adversos
Geralmente são brandos e pouco frequentes em doses baixas
Agudos: náuseas, vômitos. Dor e inchaço nas glândulas salivares
Crônicos: boca e olhos secos, HIPOTIREOIDISMO (falta do hormônio da tireoide) em pacientes que ainda possuem a glândula - de fato este é um dos objetivos do tratamento (reduzir o excesso de hormônios)

Orientações PRÉ-dose de iodo radioativo:

Medicamentos em uso
Alguns medicamentos devem ser SUSPENSOS pois podem interferir no exame. Isto deve ser feito APENAS com orientação médica.

Hormônios da Tireoide (levotiroxina, euthyrox, synthroid, puran t4, levoid): 21-30 dias antes
Anti-tireoidianos (tapazol, metimazol, propiltiouracil): 5 a 7 dias antes
Outros (corticoesteroides, amiodarona, xaropes para tosse que contenham iodo): avaliar com seu médico

Coleta de exames
Teste de gravidez: mulheres em idade fértil devem possuir um exame de b-hcg recente negativo antes do tratamento.

Em casos de câncer de tireoide: normalmente é recomendada a coleta de alguns exames antes da dose terapêutica para monitorar a doença sem o uso do hormônio da tireoide.
Nos meus pacientes, recomendo a coleta do exames (TSH, tireoglobulina, anti-tireoglobulina) 3 a 5 dias antes da aplicação.

Dieta pobre em Iodo
Para maximizar a captação do iodo pela tireoide, devemos restringir a ingesta de iodo na dieta. Uma dieta pobre em iodo é recomendada 15 dias antes do tratamento (principalmente nos casos de câncer de tireoide).

Alimentos

Proibidos

Permitidos

SAL

Sal iodado, salgadinhos industrializados

Sal não iodado

LATÍCINIOS

Leite, iogurte, requeijão, queijos em geral, manteiga, creme de leite

Leite em pó desnatado

PEIXES

Peixes de água salgada, frutos do mar (lagosta, camarão, marisco, ostra, lula, polvo), algas

Peixes de água doce

CARNES

Embutidos e/ou carnes defumadas (presunto, bacon, lingüiça, carne de sol, salsicha)

Carnes frescas

LEGUMINOSAS

Soja e derivados (tofu, leite de soja, molhos de soja, suco de soja, shoyu, etc.)

Feijão, ervilha, lentilha, grão de bico

OVOS, GORDURAS, ÓLEOS E MOLHOS

Gema de ovo, óleo de (soja, coco, dendê, amendoim), gorduras hidrogenadas, molhos a base de ovos, molhos prontos para salada, maionese

Clara de ovo, óleo de milho, óleo de canola, óleo de girassol, azeite, margarina sem sal

TEMPEROS

Temperos prontos e caldos concentrados (Sazon®, Knorr® etc.), catchup, mostarda, molho inglês

Ervas naturais em geral (orégano, alecrim, salsa etc.), vinagre

DOCES

Doces com gema de ovo, leite, chocolate e que contenham corante vermelho

Açúcar, mel, geléia, gelatina, balas e sorvetes de frutas sem corante vermelho

PÃES, MASSAS E CERAIS

Pão francês, pães industrializados, pão de queijo, pães, bolachas e torradas que contem sal ou ovos, bolachas recheadas, cereais industrializados (sucrilhos, granola), pizza, massa com ovos

Pão sem sal, torrada sem sal, bolacha de água, massas sem ovo, arroz, aveia, cevada, farinha, milho e trigo

FRUTAS

Frutas enlatadas ou em calda, sucos em pó ou industrializados

Fruta seca, fruta ou suco natural

VEGETAIS

Enlatados ou em conserva (azeitona, palmito, picles, milho), agrião, aipo, couve de Bruxelas e repolho

Todos os outros vegetais frescos

BEBIDAS

Chá mate, chá verde, chá preto, café instantâneo/solúvel, refrigerantes à base de cola

Café de filtro, refrigerantes transparentes


Orientações após a dose de iodo radioativo:

Apesar da quantidade de iodo radioativo remanescente no corpo ser pequena, alguns cuidados são necessários (especialmente após doses mais altas - acima de 50 mci) por TRÊS DIAS após o tratamento.
- evitar contato próximo (2 metros), especialmente com grávidas e crianças
- utilizar o vaso sanitário sentado
- não urinar no box do banheiro
- não compartilhar chimarrão e afins
- manter sua escova de dentes separada das demais
- evitar contato íntimo (beijos e relações sexuais)
- dormir preferencialmente sozinho


- Mulheres: não voltar a amamentar nos próximos meses. Evitar gestação nos próximos 6 meses
- Homens: evitar procriação nos próximos 3-6 meses


Coleta de exames laboratoriais e radiológicos
Câncer de Tireoide: o rastreamento corporal total (para verificar a presença de metástases do câncer de tireoide) é realizado após 7-10 dias.
Hormônios da Tireoide (levotiroxina, euthyrox, synthroid, puran t4, levoid): retomar 1 dia após
Anti-tireoidianos (tapazol, metimazol, propiltiouracil): avaliar com seu médico. Frequentemente tem sua dose reduzida ou o medicamento é até mesmo suspenso. 


FONTES:
http://www.dimen.com.br/wp-content/uploads/2018/04/DIM_0008_16A_orientativo_site_TERAPIA_COM_IODO_131_CANCER_TIROIDE_F.pdf
https://www.hcancerbarretos.com.br/iodoterapia-2
https://sbccp.org.br/sua-saude/perguntas-e-respostas/orientacoes-para-dieta-pobre-em-iodo/
https://www.hcpa.edu.br/area-do-paciente-apresentacao/area-do-paciente-sua-saude/educacao-em-saude/send/2-educacao-em-saude/91-iodoterapia-orientacoes-para-pacientes
http://www.cruzazulsp.com.br/saude/wp-content/uploads/2016/06/Orienta%C3%A7%C3%B5es-ao-paciente-para-interna%C3%A7%C3%A3o-Iodoterapia-PDF-70.pdf


#conteudo2#

#htmlPersonalizado#