A Síndrome Metabólica e a Resistência Insulínica: o que são?

Saiba o que elas podem causar e como identificar as pessoas em risco.

Síndrome Metabólica não é uma doença propriamente dita, mas sim um conjunto de alterações metabólicas que aumentam o risco de Diabetes e de Doenças Cardíacas. Estima-se que até 34% da população esteja enquadrada na síndrome e este número aumenta a cada dia!

              A síndrome está muito associada à Resistência à Insulina. Este hormônio é o responsável por baixar o nível de açúcar no sangue. Apresentar resistência à insulina pode significar uma propensão à inflamação e ao depósito de gorduras nas artérias, a chamada aterosclerose, que é o início das doenças cardíacas e vasculares. 

Quais são as características da Síndrome Metabólica?
A principal característica é a gordura localizada no centro do abdome(a barriga!). Veja bem, a síndrome são “pequenas” alterações em diversas partes do metabolismo que nos mostram que algo não está funcionando!

Quais são os principais sinais da Resistência Insulínica? 

Anormalidades de pele:
A acantose nigricans é uma lesão de pele escura que se localiza nas dobras cutâneas (pescoço, axila, virilha e abaixo das mamas).acantose

Anormalidades reprodutivas:
Os ovários policísticos também estão muito associados à resistência a ação da insulina. Parece que lá nos ovários, a insulina exerce atividades importantes na regulação dos hormônios masculinos o que dificulta a ovulação e provoca o aumento de pelos(hirsurtismo) e acne nas mulheres portadoras de ovários policísticos (SOP).

Quais são os critérios diagnósticos da Síndrome Metabólica?obesidade
Para que a pessoa seja considerada portadora da síndrome são necessários 3 dos critérios abaixo(os números variam de acordo com a referência consultada):

1. Obesidade localizada no centro do abdome:
- Circunferência abdominal maior que 94-102 cm em homens e 80 cm em mulheres.
2. Alteração no metabolismo da Glicose:
- Glicemia de jejum maior que 100 mg/dL OU Hemoglobina Glicada (HbA1c) maior que 5,7-6,4%.
3. Alteração nos níveis de Gorduras no Sangue:
- Nível de Triglicerídeos maior que 150 mg/dL ou HDL (colesterol bom) < 40 mg/dL em homens e 50 mg/dL em mulheres ou uso de medicações.
4. Alteração nos níveis de Pressão Arterial:
- Pressão arterial maior que 130/85 mmHg ou uso de medicações.

Você percebeu uma coisa?Todos estes valores que se encontram no limite das doenças...é quase Diabetes, quase Hipertensão Arterial, quase Dislipidemia. Juntos estes “quases” aumentam o risco de doenças Cardíacas (até 2 vezes) e Diabetes (até 5 vezes).bomba
Quais são os fatores de risco para desenvolver Síndrome Metabólica?
- Estar acima do peso
- Ser fumante
- Ter uma dieta rica em carboidratos (por ex. açúcares)
- Não praticar exercícios físicos
- Ter casos de Diabetes ou Síndrome Metabólica na família

Qual o tratamento da Síndrome Metabólica ou Resistência à Insulina?
Não há um tratamento específico, mas sim um conjunto de medidas:

Perder Peso
Reduzir o peso em 5-10% já pode ser suficiente para notar melhora nos exames e na pressão arterial.
Praticar exercícios regularmente
Recomenda-se 30 minutos na maior parte dos dias de atividade moderada (caminhadas, natação, bicicleta, etc).
Uso de medicações
Se as medidas comportamentais falharem, é recomendado fazer o tratamento farmacológico com medicações para pressão arterial e colesterol.
Parar de Fumar
O cigarro é o inimigo mortal do coração! O tabagismo é um dos principais fatores de risco para infarto cardíaco e doenças circulatórias.


Fontes e links interessantes: